12 de set de 2011

Revirada Cultural Cênica de Goiânia

Goiânia é assim: linda! Tem cultura. Tem gente bonita e feliz. Gente que adora contar histórias de causos diversos. Culturalmente falando, Goiânia é uma riqueza só.
A Revirada Cênica é uma parceria do ator, diretor e produtor, Ivan Lima, Secretaria de cultura e prefeitura de Goiânia.



Foto divulgação
Curta: ~> Circolando
Trupe Pés Nús de Circo e Teatro 
Quarta-feira (14), 17h
BOSQUE DOS BURITIS 


Senhor Lando é um sujeito muito alegre e extrovertido, muitos anos se passaram desde seu nascimento e estréia embaixo de uma lona. Viajou pelos quatro cantos do planeta levando a arte do circo aos lugares mais inacreditáveis. Em cada lugar que passou deixou saudades e sorrisos. Em alguns deles levou consigo um ou outro que completam hoje a sua Trupe de itinerantes seguindo o caminho da arte feita com o coração. O espetáculo conta a estória de uma Trupe de Circo que por onde passa traz a alegria e lembranças dos momentos da vida. Misturando as linguagens do circo tradicional, moderno e contemporâneo, mantendo assim acesa essa chama. Senhoras e senhores, respeitável público.
Venham se deixar levar pela imortal arte de sua majestade, O CIRCO.

Curta: ~> Vamos a la praia 
Grupo Bastet

Quarta-feira (14), 18h
RUA DO LAZER


Tudo começa quando os palhaços Florentim e Henriqueta Zabeta resolvem, em um lindo dia de sol, ir à praia. No entanto, na cidade onde moram não existe praia. Inconformados, organizam um protesto e exigem das autoridades locais que seja construída imediatamente uma praia. Como ninguém se mobiliza, a dupla de palhaços resolve construir a primeira praia imaginária do mundo. E para isso contam com o apoio de toda a platéia. 



Curta: ~> De Amor por ANEXINS 

Grupo Guará PUC

Quarta-feira (14), 18h
PARQUE FLAMBOYANT
Foto: divulgação



Escrita pelo maranhense, Artur Azevedo, a peça mostra a história de Isaías, um senhor distinto, com situação financeira confortável, que resolveu casar-se. Propôs casamento à Inês, senhora distinta, viúva e costureira por profissão. Para desposar a viúva recatada, escreve-lhe cartas contando suas intenções que são as melhores possíveis e que está à espera de uma reposta às cartas escritas para ela. 
O espetáculo se desenvolve através de um elaborado jogo de palavras, o antigo enredo daqueles que querem encontrar seu par amoroso e daqueles que querem se dar bem através do casamento. 


Curta: ~> Hoje é Domingo 

Grupo Solo de dança de Goiânia

Sexta-feira (16), 18h
RUA DO LAZER


Foto: Divulgação

Mais um espetáculo do Grupo Solo de Dança de Goiânia.Dirigida por Lázaro Tuim. Hoje é Domingo mistura as linguagens da dança contemporânea e do teatro. Utiliza da música popular, da comêdia dell' art e da dança de salão para contar um história de desventuras e paixões através do movimento e da música.



Curta: ~> Corderama

Grupo Sonhus teatro Ritual

Sexta-feira (16), 18h
RUA DO LAZER

Foto divulgação

O Grupo Sonhus Teatro Ritual apresenta o espe-táculo CORDERAMA. Um divertido espetáculo de cultu-ra popular que se desenrola como um varal cheio de cordéis e imagens penduradas, típico de feiras nordes-tinas. Fruto de uma pesquisa sobre a cultura popular do Nordeste do Brasil, com especial enfoque na literatura de cordel e na dança popular dramática Cavalo Mari-nho tradicional da Zona da Mata pernambucana. Das telas de Cândido Portinari aos cordéis de Patativa do Assaré, o espetáculo procura uma essência fundamen-talmente brasileira que parte da valorização de uma Cultura Local para abordar temas universais como a vida, a aprendizagem, a morte e as paixões humanas, tudo de forma muita simples e bem humorada. Os mo-vimentos dos atores surgem com elementos do Cavalo Marinho tanto no aspecto coreográfico da dança em seus passos chamados de trupés quanto em seus per-sonagens. No espetáculo também são utilizados técni-cas de Teatro de máscaras, manipulação de bonecos, commedia del arte e mímica, além de referências dramatúrgicas com trechos de A Pena e a Lei, texto de Ariano Suassuna e ainda uma pesquisa musical na so-noridade nordestina, tanto musical quanto na fala.


Curta: ~> Teimosinho e Mandão
Grupo Trupicão
Sexta-feira (16), 20h
FEIRA DO CEPAL SETOR SUL

Foto: divulgação

Voltado para o público infantil, o espetáculo, conta a história de dois sujeitos muito patetas, de nomes,Teimosinho e Mandão, que vivem cada qual, em seu barril de pólvora.Cada qual com uma vela acesa, na mão, exige que o outro apague sua velinha, mas nenhum dos dois quer ceder. “Cada um, acha que pode exigir do outro o que não faz. O jogo entre as personagens de “Dois Patetas espatifados” - serve de gancho para um espetáculo inteligente, que coloca a platéia infantil em contato com um dos maiores entraves das relações humanas: os conflitos de comunicação e a disputa pelo poder. Teimosinho e Mandão, não conseguem viver próximos um do outro sem se digladiarem pelas mínimas coisas.



Curta: ~> Biloca

Cia. da Paz em cartaz

Sábado (17), 18h
PARQUE FLAMBOYANT

Foto: Divulgação

Biloca é um contador  de  histórias que viaja  o mundo todo reunindo histórias em seu baú. Um dia ele recebe uma carta. Dentro do envelope misterioso havia um pedido de socorro e uma passagem de avião para a Floresta Amazônica. 
Mas, quem mandou essa carta?  Um grande mistério à ser resolvido.
Biloca viaja para a Amazônia em busca de aventuras. Ele encontra o Lobo-Guará, aranhas, cobras, o sapo que não-lava-o-pé, o indiozinho Curumim, o filho do seringueiro e o Grande Leopardo da Amazônia. Todos se juntam contra os Ladrões-de-Pau.
Um espetáculo cheio de bonecos que vão saindo de um baú  e encantando as crianças. 
“Biloca,o Contador de Histórias em: Uma Aventura na Amazônia” é um super espetáculo que diverte e mostra a importância de amar a natureza.
No ano internacional de Preservação das Floresta, Jaime Júnior escreve um texto com uma linda lição de amor à natureza.


Curta: ~> O Mágico Ecológico e a Bola Sagrada 
Sapequinha
Domingo (18), 16h
BOSQUE DOS BURITIS

Foto: divulgação

Um espetáculo interativo de mágicas de média e grande ilusão, repleto de surpresas, reflexão e muita comicidade. Sem pronunciar uma palavra, o mágico ecologicamente correto se utiliza de pantomimas clássicas, se apropriando de gags do circo tradicional associadas às técnicas do circo contemporâneo. “Ao longo do espetáculo, o mágico vai demonstrando como cada pessoa pode contribuir, com gestos simples, para a preservação ambiental do nosso planeta”, conta o artista.

O tradicional lenço branco do mágico foi trocado por uma ordinária sacolinha plástica, inúmeras vezes reciclada. A garrafa PET cria mistérios que fazem a platéia refletir sobre o tempo de decomposição dos resíduos sólidos. A água que desaparece em cena ganha conotações alarmantes do processo de desertificação da Terra.



Curta: ~> No coração do Brasil 
Esqueteria dos Macacos
Domingo (18), 16h
BOSQUE DOS BURITIS


Foto: divulgação

“No coração do Brasil” é uma síntese bem humorada e muito musical dos aspectos mais importantes da cultura goiana. Nele dois atores se revezam para representar múltiplos personagens que, pouco a pouco vão revelando a alma goiana. Tudo no espetáculo aspira a poesia e humor, música e memórias. Os atores Adriana Veloso e Dionísio Bombinha tocam instrumentos como o acordeão  e a viola caipira para acompanhar as letras singelas que conduzem o espetáculo pelos trieiros goianos. Os textos são de autores goianos, sendo  “O Batista “ e “O espelho” de Ronaldo Silva, “O pacto com a morte” de Mário Rizério Leite,   “Manifesto da cozinha goiana”  e “Chá das cinco” de Gilberto Mendonça Teles, o roteiro e direção do espetáculo são da “Esqueteria Macacos”



Nenhum comentário:

Postar um comentário