3 de ago de 2011

Pôneis malditos, pôneis malditos...





Revista

Benditos pôneis malditos

Campanha do Nissan Frontier tira marca do esquecimento

Texto: Adriana Bernardino Sharada
Fotos: Divulgação
(02-08-11) – Depois de detectar a baixa lembrança da marca entre os consumidores, a Nissan resolveu aventurar-se em campanhas mais ousadas, especialmente na internet.

O risco, nesses casos, é de a ousadia soar apelativa demais, jogando o nome da marca na lama. No caso de sua mais recente aposta nas mídias, a campanha “Pônei maldito”, lançada às 17 horas da última sexta-feira, a Nissan provou que não têm medo algum de colocar sua picape Frontier no barro ( confira avaliação), já que seus 172 cavalos teriam força suficiente para sair de qualquer atoleiro.

Não é que deu certo? “Pônei maldito, pônei maldito, venha com a gente atolar! Odeio barro, odeio lama, que nojinho, não vou sair do lugar!” virou o hit do momento e promete não sair da cabeça tão cedo.

Falem bem, falem mal, mas falem do pônei maldito

briefing da marca japonesa à agência Lew´Lara\TBWA também foi ousado. “Como nossas pesquisas detectaram baixa lembrança da marca entre os consumidores brasileiros, queríamos um comercial que fosse alegre, divertido, que as pessoas sentissem prazer em comentar com os amigos no boteco, além de ser recomendado nos e-mails e nas redes sociais”, diz Murilo Moreno, diretor de marketing da Nissan do Brasil.

A agência fez a lição de casa. Sabe-se lá por qual motivação inconsciente, os inusitados e fofos pôneis viraram o assunto da vez. Só se fala – bem ou mal – nos malditos pôneis. São mais de dois milhões de acessos ao vídeo no Youtube e quase 300 mil recomendações. Os pôneis chegaram ao primeiro lugar no “Trend Topics” (os termos mais citados do Twitter), já viraram emoticons e ganharam discussões filosóficas nas redes.

Versão para internet tem ameaça de pônei rosa

Menos doce que o pônei da propaganda na TV, o cavalinho rosa do vídeo na internet transforma-se em uma figura demoníaca para ameaçar o internauta. Aquele que não indicar o vídeo, não conseguirá tirar o hit da cabeça. Por vias das dúvidas, veja lá:

Um comentário:

  1. oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir