31 de ago de 2011

Com 33,1ºC, DF tem o dia mais quente do ano


A grama traduz  o clima seco da capital federal


Anoitecer em Brasília e o ar seco da capital
Aqui no Brasil é assim, enquanto uma região do país congela a outra “pega fogo”, literalmente. E hoje o Distrito Federal registrou a temperatura mais quente de 2011. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os termômetros alcançaram 33,1°C entre as 14h e às 15h. A temperatura mais alta já registrada no DF foi de 35,8°C, em outubro de 2008.
A umidade do ar chegou a 20% às 14h, mas às 15h já estava em 23%. (Putz! Quente demais)

Fonte: G1


Dirceu e o jornalismo de arromba


Por Maurício Caleiro, no blog Cinema&Outras Artes:

Confesso que não simpatizo com José Dirceu. No período em que foi Chefe da Casa Civil exalava prepotência, tornando-se, a meu ver, uma das figuras públicas mais arrogantes que conheci em meus 44 anos de vida, rivalizando com certos ministros da ditadura (o José Serra da época das últimas eleições acabaria por superá-lo com folga). 

Vou além: eu não compraria um carro usado de José Dirceu. Tenho claro, no entanto, que as minhas impressões pessoais sobre ele e a desconfiança que a recusa em dele comprar um carro assinala pertencem à esfera subjetiva e não me autorizam a imputar-lhe nenhum ato ilegal ou a prejulgá-lo um criminoso. 

Intransigência e radicalização 

Vivemos, no entanto, uma era de radicalizações: “quem não está conosco está contra nós”, parece ser o lema de todas as facções da microguerrilha política na internet. Em tal ambiente, grassa a mistificação: quem questiona se Belo Monte é mesmo o horror que alguns apregoam é carimbado como nada menos do que genocida, numa reação que revela não só o desconhecimento do significado do termo mas a desonestidade intelectual de sugerir que para a construção da usina os índios serão assassinados; quem revela o absurdo de uma revista semanal alegadamente violar não só as regras do bom jornalismo, mas do Código Penal, é acusado de defender Dirceu. 

Ora, e se de defender Dirceu se tratasse? Há alguma lei que o proíba, algum interdito secreto que o tenha tornado o único cidadão brasileiro que não pode ser defendido? No caso de Dirceu – e só no dele – o ônus da prova cabe ao acusado? Por que os outros envolvidos no mensalão e também formalmente denunciados – como o ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB) e o petebista Roberto Jefferson - continuam a ter livre-trânsito na mídia mas Dirceu só aparece no papel de Judas de Sábado de Aleluia? 

Qual é o critério e o que está por trás de tamanha repulsa ao ex-Chefe da Casa Civil? Por que a necessidade de persegui-lo constantemente e neutralizá-lo como ente político? É preciso que todos os que testemunham a caça implacável da mídia a Dirceu, culminando (sic) com a reportagem de métodos reprováveis e de resultados pífios da última Veja, se façam tais perguntas. 

Jornalismo de arromba

Apesar de, como já disse, não ir com a cara de Dirceu, de ter divergências com seu método-trator de fazer política partidária e com a realpolitik demasiado elástica que ele impôs ao PT quando no comando, como forma de levar Lula à Presidência (no que acabou bem-sucedido), parece-me evidente que ele já foi, há tempos, julgado e condenado. Não pela Justiça, como manda a Constituição, que esta ainda não se pronunciou, mas pela mídia. 

E a imprensa não tem o direito de agir como Poder Judiciário e prejulgar e condenar quem quer que seja. A Constituição brasileira é clara: um cidadão só pode ser considerado culpado após sentença transitada em julgado. Ao contrário do que um certo populismo neoudenista crente das panaceias fáceis no estilo Lei da Ficha Limpa quer fazer crer, isso não é um sintoma de impunidade; pelo contrário, sinaliza maturidade democrática e respeito pelos trâmites legais constitucionais. 

Porém, o que estamos vendo no Brasil, em âmbito federal desde a posse de Lula em 2002, é um desrespeito pelos trâmites legais institucionais par a par com o desvirtuamento da nobre função da imprensa de investigar e produzir denúncias fundamentadas. Substitui tal ação democrática da mídia uma atuação com tonalidades e métodos de gangsterismo, com verdadeiras quadrilhas repercutindo umas às outras os factoides mais improváveis e menos documentados, sempre sob um pronunciado – mas raramente assumido - viés político-partidário, inaceitável no jornalismo. 

Arrombar portas é a mais bizarra, mas não a mais venal das práticas a tal jornalismo associadas. Sinaliza, no entanto, de forma clara, o ápice de um processo, a ultrapassagem de todas as barreiras de tolerância possível para com o desvirtuamento da imprensa corporativa no Brasil. 

Basta!

Goste-se ou não de José Dirceu, é forçoso reconhecer que ele se tornou, com o episódio do último final de semana no Hotel Naoum, o maior símbolo dessa caça as bruxas desenfreada, com métodos inescrupulosos, promovida por uma imprensa que se pretende polícia, Ministério Público e juiz. Trata-se de algo inaceitável em um país que respeite o Estado Democrático de Direito. Está mais do que na hora de o governo, os partidos e, sobretudo, a sociedade botarem um fim nisso e exigir que a imprensa aja como imprensa, sob as leis de um estado democrático.

29 de ago de 2011

Garota Safada de volta à São Paulo

Você pediu e o Safadão vai retornar à São Paulo, neste mês de setembro para contagiar a galera com o mais atualizado repertório da banda. Wesley Safadão, Marcia Fellipe e toda a equipe da banda Garota Safada chegam primeiro no próximo dia 10 para dois shows, um no Santana Hall e outro no Expresso Brasil. E ainda em setembro a banda retornará para fechar o mês em grande estilo com mais um grande espetáculo no Centro de Tradições Nordestinas na última sexta-feira do mês (30). Confira na Agenda as datas dos shows.

22 de ago de 2011

Servidor é demitido por postar sátira sobre Dilma no Twitter


Um servidor da assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento foi demitido por ter publicado, na quinta-feira (18/8), no Twitter oficial da pasta, um link de humor do siteSensacionalista, com piada a respeito da ‘faxina’ que a presidente Dilma Rousseff estaria realizando no governo. A exoneração do funcionário foi publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira (19/8).


“Isento de verdade”A matéria fictícia que o site humorístico Sensacionalista publicou, na última segunda-feira (16/8), dizia que “a faxina feita pela presidenta Dilma Rousseff no submundo de corrupção do governo rendeu um contrato milionário na área da propaganda. Ela fará o comercial do produto Veja Limpeza Pesada. A presidente chegou ser cotada para anunciar o Bombril, mas não aceitou. Dilma disse a amigos que seu trabalho é muito mais do que ariar panelas. Trata-se de uma limpeza difícil, acumulada por muitos anos”.

Ao se dar conta da confusão no microblog, o jornal O Estado de S. Paulo publicou a gafe e o Sensacionalista postou uma segunda notícia referente ao tema, com o título “Real: twitter do governo publica notícia do Sensacionalista”, ironizando o erro. “Diante da credibilidade do Sensacionalista junto ao governo federal, a redatora Desiree Aparecida, que desenvolveu a matéria, está cotada para o Ministério do Planejamento. E já declarou que, caso seja escolhida, não vai doar seu salário para instituições de caridade”.

Na sequência, a assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento se pronunciou, afirmando à reportagem da Folha de S. Paulo que a brincadeira ficou apenas alguns minutos no ar antes de ser retirada.

Procurado pelo Portal Comunique-se nesta segunda-feira (22/8), a assessoria de imprensa do Ministério do Planejamento disse que houve um engano, mas que foi corrigido.

Outras dispensasComentários constrangedores a respeito de superiores não são novidade, principalmente no Brasil. Um dos mais lembrados aconteceu em fevereiro, quando o Supremo Tribunal Federal mandou que uma funcionária terceirizada fosse dispensada, pelo falto de ela ter questionado na conta do STF no Twitter quando o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), iria se aposentar.


Depois do incidente, o presidente do Supremo, Cezar Peluso, telefonou para Sarney pedindo desculpas. Na conversa, o senador pediu que a funcionária não fosse punida. O STF também publicou uma nota oficial em sua página, desculpando-se pelo ocorrido.

Sarney reagiu com bom humor ao 'tuíte' e, em um vídeo divulgado na página do Senado, afirmou que ficou “feliz” ao ser comparado com alguém apelidado de “fenômeno”.

Outra situação de mensagens indesejadas na rede social, envolveu um funcionário terceirizado da TV Brasil, que pediu demissão em abril, após ter feito um ataque ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) no Twitter oficial da emissora, chamando o político de “mentiroso”. O ex-colaborador se referiu ao episódio em que o tucano se recusou a fazer o teste do bafômetro e estava com a carteira de habilitação vencida. O funcionário disse ter publicado a mensagem pensando que estava em sua conta pessoal.


A presidente da Empresa Brasil de Comunicação Tereza Cruvinel, que administra a TV Brasil, explicou o incidente, dizendo que o perfil fora "violado”.

16 de ago de 2011

As redes sociais para os brasileiros

Uma pesquisa feita pela Editora Abril trouxe uns dados bem interessantes, além de importantes para nós da área de social media.
Detalhando o comportamento dos jovens brasileiros nas redes sociais, a pesquisa esclarece perguntas que o marketing de qualquer empresa por aí já deve ter feito.
Facebook tem maior número de acessos diários, mas o Twitter é a mídia mais popular. Orkutnão está acabando, basta entender o público que ele tem. Cerca de 80% dos jovens tem medo de roubo de informações na internet.
O estudo é bem completinho. Separe aí uns 10 minutos e leia até o final. Vale a pena!
cheers to@comunicadores
 Text

As redes sociais para os brasileiros

Uma pesquisa feita pela Editora Abril trouxe uns dados bem interessantes, além de importantes para nós da área de social media.
Detalhando o comportamento dos jovens brasileiros nas redes sociais, a pesquisa esclarece perguntas que o marketing de qualquer empresa por aí já deve ter feito.
Facebook tem maior número de acessos diários, mas o Twitter é a mídia mais popular. Orkutnão está acabando, basta entender o público que ele tem. Cerca de 80% dos jovens tem medo de roubo de informações na internet.
O estudo é bem completinho. Separe aí uns 10 minutos e leia até o final. Vale a pena!
cheers to@comunicadores
 Text

10 de ago de 2011

Alunos protestam no Twitter contra aumento dos preços de cantina


Em entrevista o diretor alega que os alunos queriam testar o poder do twitter, mas como mostra as informações abaixo, os alunos estavam mesmo revoltados com os valores abusivos. Peguei esse case como exemplo, mas sabemos que diariamente alguém se manifesta nas redes sociais para botar a "boca no trombone" e despejar nas mídias sociais suas fúrias [riso]. E você o que acha?


POSTADO POR  
untitled 11 150x150 Alunos protestam no Twitter contra aumento dos preços de cantina | TecnoinfoAlunos do Colégio Marista Arquidiocesano, na zona sul de São Paulo, organizaram um protesto no Twitter contra o aumento nos preços da Cantina Calu, lanchonete terceirizada pela escola. Segundo os estudantes, a manifestação on-line começou na terça-feira (16) à noite.
untitled 11 Alunos protestam no Twitter contra aumento dos preços de cantina | Tecnoinfo
A hashtag #abaixoacalu estava entre os tópicos mais comentados no microblog no Brasil na manhã desta quarta. Os alunos conseguiram mobilizar outros usuários do Twitter, deixando o tópico em terceiro lugar nos Trending Topics.
Conforme o relato dos alunos, o protesto no Twitter foi um resumo da indignação dos estudantes contra os preços praticados na cantina do colégio. Como parte do protesto, eles levaram lanche de casa nesta quarta-feira (16), o que deixou a cantina vazia na hora do intervalo nesta manhã. Eles relatam que, no início das aulas este ano, os preços dos alimentos, que já eram caros, ficaram ainda “piores”. Os estudantes deram como exemplo o pão de queijo, que hoje é vendido a R$ 2,30.

9 de ago de 2011

Movimento contra corrupção reúne-se com Marco Maia nesta terça

Agência Brasil 
A Frente Parlamentar Mista de Combate à Corrupção se reúne com o presidente da Câmara, Marco Maia, nesta terça-feira, às 10h30. O objetivo do encontro, de acordo com o coordenador do grupo, deputado Francisco Praciano (PT-AM), é pedir agilidade na votação de propostas voltadas ao combate à corrupção. A reunião será no gabinete da Presidência da Câmara. Entre as propostas está a que cria o tribunal superior da probidade administrativa (PEC 115/07) e o projeto que inclui no Código Penal o enriquecimento ilícito e fixa pena de reclusão de 2 a 12 anos e multa por enriquecimento ilícito de funcionários públicos (PL 5363/05). Integrantes de movimentos de combate à corrupção que usam as redes sociais para as suas mobilizações também se organizam para tirar as pessoas da frente de seus computadores e levá-las para protestar nas ruas, tornando mais visível a sua indignação. 
Passeata pela ética
Já está marcada uma passeata pela ética e pela moralidade na política no Distrito Federal para 23 de agosto, em Brasília. O evento é organizado pelo movimento Reage Brasília. A concentração será na Praça do Buriti, a partir das 16 horas, em frente ao Palácio do Buriti, sede do governo do DF. A passeata vai se dirigir ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal e, em seguida, para a Câmara Legislativa. A coordenadora do movimento Reage Brasília, Leiliane Rebouças, afirma que o Distrito Federal virou "vitrine nacional de escândalos de corrupção" nos últimos anos, envolvendo os Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo locais. Leiliane Rebouças lamenta ver que vários desses escândalos ainda estampam as capas de jornais, sem uma resposta adequada da Justiça brasileira. "Corrupção existe em todos os lugares do mundo. O que nós precisamos é acabar com a impunidade. E isso só vai ocorrer quando as pessoas exercerem plenamente a sua cidadania, fiscalizando, exercendo o controle social, e não apenas só votando e deixando aqueles parlamentares, que são seus representantes, fazer o que quiserem." A dirigente afirma que o movimento vai apresentar propostas aos representantes do governo para tentar reduzir as irregularidades que têm ocorrido na administração do Distrito Federal. A coordenadora do momento Reage Brasília pede que, mesmo quem não puder participar da passeata, use roupas pretas, coloque faixas negras em sua casa ou fitas nos carros, em protesto contra a corrupção.

Por que não reagimos?

Compartilho artigo que colhi num grupo do Linkedin e pelo assunto, resolvi postar no blog, para que juntos possamos discutir, refletir e chegar a algumas conclusões. Fernando Barros, autor do texto foi muito feliz em levantar essa questão. 
Boa Leitura!!

FOLHA DE S PAULO, 

Fernando de Barros e Silva

SÃO PAULO - Por que os brasileiros não reagem à corrupção? Por que a indignação resulta apenas numa uma carta enviada à Redação ou numa coluna de jornal? Por que ela não se transforma em revolta, não mobiliza as pessoas, não toma as ruas? Por que tudo, no Brasil, termina em Carnaval ou em resmungo?A pergunta inicial não foi feita por um brasileiro -o que é sintomático. Foi Juan Arias, correspondente do jornal "El País" no Brasil, quem a formulou num artigo recente. "Es que los brasileños no saben reaccionar frente a la hipocresía y falta de ética de muchos de los que les gobiernan?". Y entonces???Não existe resposta simples aqui. Em primeiro lugar, a vida de milhões de brasileiros melhorou nos últimos anos, mesmo sob intensa corrupção, e apesar dela. Ninguém que leve o materialismo a sério pode desconsiderar esse dado básico.Além disso, o PT, na prática, estatizou os movimentos sociais. Da UNE ao MST, passando pelas centrais sindicais, todos recebem dinheiro do governo. Foram aliciados. São entusiastas e sócios do poder, coniventes com os desmandos porque têm interesses a preservar, como o PR de Valdemar e Pagot.Há ainda um terceiro aspecto, menos óbvio, que leva muita gente progressista a se encolher diante da corrupção. É a ideia introjetada de que qualquer movimento político ou mobilização contra a bandalha acaba sendo uma reedição do espírito udenista, coisa da direita ou que serve a seus propósitos. O lulismo soube explorar esse enredo, como se estivesse em jogo no mensalão uma disputa entre Vargas (o pai dos pobres nacionalista) e Lacerda (o moralista a serviço das elites).
Lula nunca moveu uma palha para mudar o sistema político podre que o beneficiou. Com a corrupção sob seu nariz, preferiu posar de vítima da imprensa golpista. Enquanto isso, seus aliados, no PT ou à direita, golpeavam os cofres da Viúva, exatamente como sempre neste país. Está aí a gangue dos Transportes, na estrada há 10 anos.

8 de ago de 2011

CONAR investiga denúncias contra campanha Pôneis Malditos da Nissan


Já não é mais surpresa quando assistimos um comercial polêmico da montadora Nissan. Nessa sexta-feira, 29 de Julho, foi lançada na TV aberta o novo comercial da Nissan, os "Pôneis Malditos".
     
Criada pela agência Lew´Lara\TBWA Publicidade e Propaganda e pela produtora "Corporação Fantástica", o filme mostra uma picape atolada na lama e um motorista raivoso que logo em seguida abre o capô do carro e aparecem os pôneis malditos cantando uma musica convidativa e marcante, chamando o público a atolar na lama com eles.
   
Adorada por alguns e considerada de mal gosto por outros, a irônica campanha "Pôneis Malditos" da Nissan, foi o maior sucesso na internet, com mais de 5 milhões de visualizações no YouTube e ficando alguns dias nos primeiros lugares do Trending topics do Twitter. Porém, o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), recebeu cerca de 30 denúncias vindas de diferentes partes do Brasil. Por este motivo, o comercial será investigado pelo órgão por fazer a associação de figuras infantis - no caso, os pôneis em desenho animado – com a palavra "malditos".
   
Após a abertura do processo, que aconteceu na tarde de ontem, o próximo passo é a nomeação de um relator que estudará as denúncias. Caso o relator escolhido se manifeste sobre a concessão de uma medida liminar, o comercial deverá sair do ar até que o processo seja julgado. O julgamento, segundo o Conar, ocorre em torno de 30 dias.
  
Mesmo com a ação do CONAR, será praticamente impossível tirar o comercial da internet, e provavelmente a polêmica trará ainda mais sucesso para a campanha.
  
Por: Olimpio Araujo Junior - www.gestordemarketing.com
  
Se você ainda não assistiu, confira o vídeo abaixo:
 

Conaci abre inscrições para VII Encontro Nacional


O Conselho Nacional dos Órgãos de Controle Interno dos Estados, Distrito Federal e dos Municípios das Capitais (Conaci) abriu inscrições para participação no seu VII Encontro Nacional, que acontece entre 17 e 19 de agosto, no Centro de Convenções Ullisses Guimarães, em Brasília, DF. As inscrições serão feitas pelo site www.conaci.org.br ou www.stc.df.gov.br/conaci/. O encontro do Conaci será aberto, às 9h, pela presidente do órgão, Rosa Barros Tenório, o governador do Distrito federal, Agnelo Queiroz, o Ministro Benjamin Zymler, do Tribunal de Contas da União (TCU), o Ministro Jorge Hage, da Controladoria Geral da União (CGU) e o Secretário de Transparência e Controle do DF, Carlos Higino Ribeiro de Alencar. Com o tema “Transparência e Participação Social” o evento busca a integração entre os órgãos responsáveis pelo controle interno e a troca de experiências no que diz respeito à transparência e combate à corrupção, além do estímulo à participação social no controle dos gastos públicos. Nos dois primeiros dias, abertos ao público, o encontro vai debater questões relativas às novas regras da contabilidade pública; a Lei de Qualidade Fiscal, a Conferência Nacional sobre Transparência e Controle Social (Consocial); o papel do controle interno e do controle externo; a visão do legislativo sobre fiscalização e controle; o marco legal e os novos instrumentos de controle e as estratégias de governança e anticorrupção. O ministro Jorge Hage fará a palestra de abertura. Os painéis serão apresentados por diversos convidados a exemplo dos diretores da CGU, Vânia Ribeiro e Valdir Agapito, o coordenador geral de Normas de Contabilidade Aplicada da Secretaria de Tesouro Nacional (STN), Paulo Henrique Feijó, o conselheiro do TCU do Rio Grande do Sul, Victor José Faccioni, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) e os deputados federais, Francisco Praciano (PT-AM) e Reguffe (PDT-DF), além do gerente de Programas do Banco Mundial, Bóris Enrique Ultria. O encerramento será realizado pelo secretário de Transparência e Controle do Distrito Federal, Carlos Higino Ribeiro de Alencar e pela secretária de Transparência e Controle do Espírito Santo, Ângela Maria Soares Silvares. O VII Encontro Nacional do Conaci terá ainda a apresentação de cinco cases, intercalados entre os painéis de debate. Os projetos e cases de sucesso, implementados nos diversos Estados brasileiros e no Distrito Federal, têm como objeto a promoção da transparência pública, do controle social, da melhoria dos controles internos da Administração e a prevenção e o combate à corrupção. Foram escolhidos por meio de concurso público divulgado entre seus membros. O último dia do VII Encontro do Conaci será fechado e destinado à reunião dos membros do Conselho para deliberações internas.

5 de ago de 2011

Facebook lança plataforma para ajudar pequenas empresas

Objetivo é auxiliar os pequenos negócios a utilizarem o Facebook como meio de promoção de seus produtos e serviços
WAGNER| ››
02 de Agosto de 2011  10:07

Enquanto o Google+ ainda não está preparado para receber as companhias, oFacebook deu um passo estratégico neste sentido para superar a rede social rival. No início desta semana, o site de relacionamentos divulgou sua nova página, aFacebook para negócios. A idéia é que a novidade funcione como um guia explicativo para auxiliar os pequenos negócios a utilizarem o Facebook como meio de promoção de seus produtos e serviços. 

O Google pediu para que as empresas aguardassem um pouco mais para se cadastrarem no Google+. A justificativa é que a versão inicial da nova rede social é direcionada para indivíduos. A organização comunicou ainda que um site voltado especialmente para as empresas está sendo desenvolvido. O prazo inicial seria o final do ano, mas outros comunicados anteciparam a conclusão do projeto já para os próximos meses.

Por enquanto então, com esta iniciativa, o Facebook se coloca a um passo a frente de seu concorrente no que diz respeito ao mercado corporativo. Segundo um porta-voz do Facebook, a nova página tem o objetivo de ajudar os pequenos empreendedores a se inserirem no mundo social, aproveitando da melhor forma possível os recursos e ferramentas que a rede oferece.