12 de abr de 2011

Desabafo: Quem poderá nos defender?


Brasileiro só fecha a porta depois de roubado. Essa é a coisa mais certa que já ouvi. Depois da tragédia no estado do Rio de Janeiro, onde 12 adolescentes foram assinados dentro da sala de aula, em Realengo, lugar até então seguro, o governo brasileiro fala agora em fazer campanha de desarmamento, isso é um absurdo! Lembro-me que em 2005, a gente teve a chance de desarmar a população, mas o referendo não vingou e ficou por isso mesmo. Agora por outro lado, será mesmo que se tivesse “vingado”, quem garante que a população estaria hoje desarmada? O jeitinho brasileiro está aí para desafiar as nossas regras, que na maioria das vezes são falhas. Lembrando que sou a favor ao desarmamento e quis trazer aqui uma reflexão sobre o assunto. A partir de agora, depois da chacina de Realengo, muito especialista “meia boca” vai aparecer para encher os ouvidos do povo com blá blá blá que em nada acrescentaram. Faço votos para que a população tenha sabedoria para saber ouvir, pois como muitos amigos falaram, nós realmente estamos desprotegidos e sem ninguém para nos amparar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário